Como o pensamento A3 revoluciona a maneira de resolver problemas

Hoje, o sucesso de uma empresa depende tanto de uma boa gestão, com processos otimizados e capazes de gerar um crescimento sustentável, quanto da qualidade dos produtos e serviços que ela entrega aos seus clientes. Gerar mais valor para o cliente contando com menos recursos tornou-se o segredo de uma operação bem-sucedida.

Nesse contexto, diversos métodos vêm surgindo com o principal objetivo de solucionar problemas e evitar a sua recorrência, do modo mais simples e consistente possível — em especial, por meio da melhoria de processos. O pensamento A3 é um deles.

Assim como outras ferramentas da filosofia lean, o pensamento A3 ganhou força porque combina o gerenciamento estratégico com a solução de problemas. Quer saber como? Para entender melhor o que ele é, como ele funciona e de que modo se pode aplicá-lo na empresa, basta continuar lendo!

O que é o pensamento A3?

O nome “A3” tem origem no tamanho da folha de papel (297 x 420 mm). Na época em que começou a ser utilizado na Toyota, esse era o maior tamanho de papel que podia ser enviado via fax. Com o passar do tempo e o desenvolvimento tecnológico, a limitação do formato do papel deixou de existir, mas mesmo assim ele continuou sendo utilizado.

Em primeiro lugar, um A3 é muito mais do que um template ou formulário a ser preenchido nesse formato. Ele é um modo diferenciado de raciocínio, que reúne o entendimento das causas de um problema e a maneira como este deve ser resolvido de modo definitivo. Não envolve somente análise mas, sobretudo, implementação.

Uma das partes mais difíceis e importantes desse raciocínio diz respeito à forma como o problema é descrito, já que ela precisa gerar consenso entre as pessoas envolvidas. A descrição do problema é realizado por escrito, podendo ser complementada com dados quantitativos (medições).

Como ele revoluciona a solução de problemas?

O pensamento A3 deve reunir de modo muito conciso, em uma única página, todas as informações necessárias e relevantes para o entendimento de um problema. E isso é um desafio e um grande exercício mental. Se existe pouco espaço para se descrever a situação, é necessário ser preciso na produção do conteúdo do A3. E isso exige um entendimento profundo da situação analisada.

Como dito anteriormente, não se trata somente de uma ferramenta de análise, mas de implementação. As equipes precisam associar as mudanças propostas a um indicador de desempenho, que deverá ser impactado e monitorado. Já as causas detectadas (através de uma análise “5 porquês” ou diagramas de “espinha de peixe”) deverão ser eliminadas, de forma que as ações existentes em um plano de ação estejam diretamente relacionadas às causas existentes.

O relacionamento entre a descrição do problema, suas causas e a maneira como estas devem ser resolvidas ajuda a construir consenso, de forma que a lógica entre eles seja evidente. A solução pensada é estruturada. Por outro lado, quando não existe consenso, o A3 mostra-se igualmente útil, pois ele força a equipe a refletir mais a respeito de um problema e suas causas, já que algo importante pode não estar sendo considerado.

CLIQUE AQUI para ter acesso a 5 exemplos reais de projetos A3 desenvolvidos com o suporte da Kimia Consultoria. O link acima também disponibiliza um template para você iniciar o desenvolvimento de um A3 imediatamente.

Como aplicar o pensamento A3?

De fato, os primeiros A3’s que uma equipe desenvolve normalmente são os mais difíceis. Isso é natural, já que a ferramenta ainda não é totalmente entendida. Porém, com a prática, o raciocínio fica mais afinado e os A3’s são criados com maior naturalidade.

Ele deve ser desenvolvido em uma folha de papel tamanho A3 (297 x 420 mm) em que, do lado esquerdo, se identifica e descreve o problema, enquanto do lado direito é definida uma situação alvo, bem como as medidas a serem tomadas para que ela seja alcançada (plano de ação), e o acompanhamento do indicador a ser impactado.

Um ponto chave do desenvolvimento de um A3 é a elaboração do plano de ação. Devem ser planejadas entregas frequentes, preferencialmente semanais, e sempre relacionadas às causas raiz. Isso fará com que o projeto deslanche, permitindo um bom controle dos prazos e que atrasos sejam rapidamente percebidos. Também motivará a equipe, que entrega após entrega aumentará o seu nível de compromisso.

Por que contar com uma empresa especializada para implementar o A3?

Para que você desenvolva um plano de ação certeiro com o A3, é essencial contar com a ajuda de uma empresa especializada, experiente no assunto. Afinal, como já foi mencionado, ele não se limita a um formulário padronizado — é preciso ajustar seu pensamento para desenvolvê-lo de maneira adequada.

Podemos ver que o pensamento A3 ajuda a resolver problemas, evitando que eles ocorram novamente. Desse modo, ele contribui efetivamente para o crescimento sustentável e o melhoria dos resultados de uma empresa.

Então, gostou do artigo? Agora que você já sabe o que é o pensamento A3, entre em contato conosco e veja como podemos lhe ajudar a implementá-lo na sua empresa!

Powered by Rock Convert

Guilherme Sandrini

Deixe uma resposta