Conheça 10 competências profissionais do futuro

De acordo com o World Economic Forum (WEF), 35% das competências profissionais consideradas fundamentais estarão ultrapassadas até 2020. Por essa razão, evoluir constantemente as suas habilidades e ficar de olho nas tendências da sua área é indispensável para se preparar para essas mudanças.

A caminho da Quarta Revolução Industrial, o conjunto das tecnologias digitais, físicas e biológicas transformará a maneira pela qual você vive e trabalha. A única certeza é que será necessário alinhar suas habilidades para se manter em movimento e não ficar ‘obsoleto’. Então, conheça agora as habilidades imprescindíveis para o seu crescimento profissional nos próximos anos!

Competências profissionais do futuro

1. Resolução de problemas complexos

Essa habilidade se refere às técnicas utilizadas para responder de maneira eficiente a determinadas situações. Para isso, é importante começar com um diagnóstico capaz de definir bem o problema, para evitar começar um processo de resolução errado. Isso é o que possibilita a compreensão da dificuldade e do seu significado — estabelecendo, justificando e contextualizando o problema a ser resolvido.

2. Pensamento crítico

Hoje, com as informações surgindo de diversas fontes, ter a capacidade de filtrar o que é relevante e estruturar uma reflexão de maneira crítica e construtiva é primordial. Algumas crenças limitam esse pensamento crítico, como aquela famosa frase “em time que está ganhando não se mexe”. Esse tipo de afirmação pode deixar a sua empresa atrasada em relação à concorrência, então, esforce-se sempre na direção contrária.

3. Criatividade

Para se manter competitivo no mercado, também é imprescindível ter criatividade. Embora esteja presente em todos as pessoas, essa competência não necessariamente se manifesta no mesmo grau em cada um. No entanto, ela pode ser estimulada.

O primeiro passo para alcançar essa criatividade é a prática de atitudes capazes de ampliar a visão, como:

  • capacidade de adaptação;
  • flexibilidade nas relações;
  • treinamento da escuta ativa;
  • confiança na equipe;
  • compartilhamento do seu ponto de vista de forma franca, com todas as pessoas;
  • E não menos importante, curiosidade para gerar um bom repertório de soluções.

4. Gestão de pessoas

Basicamente, a gestão de pessoas ajuda a desenvolver o comportamento de cada membro da equipe e potencializa as relações interpessoais no ambiente corporativo. Essa capacidade transforma a visão da empresa, deixando-a mais atenta aos seus funcionários.

5. Coordenação com os outros

Se você determina o sucesso da empresa, um dos ingredientes essenciais é o espírito colaborativo da equipe. Esse recurso traz mais motivação para atingir resultados, já que os colaboradores se sentem pertencentes à empresa. Assim, é possível aproveitar todas as áreas do conhecimento com a distribuição de responsabilidade, potencializando a criatividade.

6. Inteligência emocional

Reconhecer e avaliar as próprias emoções e de outras pessoas é o primeiro passo para criar empatia. E essa é uma habilidade extremamente importante em todos os âmbitos, mas principalmente aos gestores, pois será ainda mais solicitada no futuro dos negócios.

7. Julgamento e tomada de decisões

Trata-se aqui da capacidade de tomar decisões assertivas com base nos objetivos do seu negócio. É bom destacar que, quanto maior for o cargo, maior é a importância de desenvolver essa habilidade, sempre contando com discernimento e equilíbrio nos julgamentos.

8. Orientação para serviço

Embora tenha caído algumas posições com relação à lista do WEF de 2015, essa capacidade ainda é considerada uma das mais importantes para o trabalho em equipe. Saber orientar os seus clientes é fundamental em um mercado de trabalho cada vez mais plural, e dificilmente deixará de fazer parte das competências profissionais.

9. Negociação

Capacidade de negociação é primordial a todo gestor. Nos próximos anos, porém, até pessoas com cargos técnicos deverão estimular essa capacidade em suas relações, pois ela será exigida entre seus colegas, equipes de outros setores e clientes.

10. Flexibilidade cognitiva

Por fim, essa capacidade envolve a busca de diferentes caminhos para a resolução de problemas, expandindo o interesse pessoal e profissional com a finalidade de sair da própria zona de conforto e visualizar novos padrões. Aliás, essa é uma das competências que as empresas do futuro esperam de qualquer pessoa. Não é a toa que esse item não estava na lista de 2015 da World Economic Forum, podendo evoluir na classificação de listas futuras.

Então, gostou de conhecer as competências profissionais do futuro? Agora, aproveite a visita para assinar a nossa newsletter e receba nossas próximas atualizações diretamente em seu e-mail!

Fábio Alves

Sócio-Diretor da Kimia. Consultor em Lean com projetos implantados no Brasil, Suécia, Suíça, México e Espanha. Engenheiro de Produção, CPIM.

Deixe uma resposta