Gerenciamento de equipe: 7 sinais que sua equipe está pouco eficaz

19Realizar a contratação de uma equipe capacitada é fundamental para qualquer empresa. No entanto, apenas isso não é garantia de sucesso, caso os colaboradores não consigam se manter motivados para darem o seu melhor e suportar o alcance dos objetivos do negócio. Por essa razão, é preciso aprender a avaliar, por meio de um gerenciamento de equipe, como ela está colaborando com os resultados da empresa.

A partir disso, o desempenho de cada um pode ser avaliado, ficando evidente se está abaixo, conforme ou acima do esperado. Caso a resposta seja negativa, é sinal de que algo está errado e isso pode fazer com que a produtividade da empresa seja impactada diretamente.

Por esse motivo, é necessário que um bom gestor fique atento aos indícios (ou sintomas) mostrados pelo time e realize um gerenciamento de equipe capaz de contornar essa situação. Então, sentiu curiosidade e quer saber quais indícios são esses? Continue a leitura e descubra!

1. Quando não existem metas estabelecidas ou elas não são compartilhadas

Metas funcionam como um “norte”, para pessoas e empresas. Elas nos ajudam a seguir uma direção clara. Sendo quantificadas, nos permitem saber quão perto ou longe estamos de alcançá-las. Caso não haja metas, se torna mais difícil saber exatamente qual caminho seguir e como chegar até lá.

Ter metas estabelecidas, mas pouco conhecidas ou entendidas pela equipe é praticamente o mesmo que não possuir metas. O trabalho torna-se sem propósito, sem permitir que se avalie se está bom ou ruim.

Além disso, é fundamental que a empresa envolva os colaboradores a participarem do processo de definição de metas. Afinal, nada melhor do que envolver os próprios colaboradores, que serão os responsáveis pela entrega e alcance das metas estabelecidas, estando diretamente ligadas à operação. Centralizar essa decisão nas mãos do ‘chefe’ pode desmotivar o seu time, além de se definirem metas ruins, que podem ser até inviáveis.

2. Quando as metas e objetivos não vêm sendo atingidos

Se a produtividade de uma organização cai a ponto das metas e objetivos não estarem sendo cumpridos, possivelmente algo está errado com a sua equipe. Isso porque a motivação é diretamente ligada com a produtividade e pode impulsionar os membros a não só atingirem as metas da empresa, mas também a superarem.

Quando o funcionário está insatisfeito, a qualidade das tarefas executas será comprometida e dificilmente as metas estabelecidas serão alcançadas. Esse sinal pode ser ainda mais alarmante se o seu colaborador ou equipe costumavam render muito bem no trabalho e repentinamente os resultados caíram.

3. Quando as entregas estão sem qualidade

Se um colaborador, por algum motivo, deixa de acreditar no que faz, a qualidade das tarefas executadas também tende a ficar abaixo do esperado. Imagine um profissional que durante o processo seletivo ou no começo da contratação se mostrava empenhado e, de repente, a produtividade cai. A situação não pode ser considerada normal, certo?

Ainda de acordo com dados disponíveis, se um funcionário está motivado e feliz com a organização onde trabalha, há chances de que eles produzam até 12% mais. Enquanto isso, aqueles que não se sentem motivados podem gerar gastos com demissões, que segundo estimativas, chegam a 350 bilhões de dólares por ano, só nos Estados Unidos.

4. Quando há atrasos na entrega

Eis mais um motivo que evidencia a baixa motivação da equipe com a empresa: atrasos constantes na entrega das demandas. É normal que todas as pessoas precisem lidar com imprevistos ocasionalmente e, por isso, não consiga entregar uma tarefa no tempo estipulado.

No entanto, se isso passa a ocorrer com mais frequência, ainda mais por quem costumava ser exemplar nesse quesito e raramente lidar com atrasos, é indício de que não há motivação o suficiente.

5. Quando as reuniões são improdutivas

As reuniões costumam ser momentos importantes nos quais há a tomada de decisões, fornecimento de feedbacks, discussão de relatórios, treinamentos, brainstorming etc. Por esse motivo, é fundamental que quem participa delas busque garantir que esses momentos sejam produtivos.

Contudo, só o fato de haver atrasos já demonstra falta de comprometimento da sua equipe com os objetivos da empresa e o alcance deles. Afinal, conforme mencionado, as reuniões podem ser momentos de tomada de decisão, e aperfeiçoamento e capacitação no trabalho. O desinteresse por isso pode indicar insatisfação com o trabalho, o que reduz a produtividade.

Outro sintoma importante é observar faltas frequentes (absenteísmo). Sinal evidente de desmotivação, não restrito a reuniões de trabalho, mas a todas as atividades previstas.

6. Muitos conflitos na equipe

Um bom relacionamento da equipe é vital para que haja um alto desempenho de cada um dos membros. Contudo, nem sempre isso ocorre, então brigas e discussões constantes podem fazer parte do clima organizacional da empresa.

Certamente essa não é uma situação que contribui para a eficácia do trabalho. Na verdade, a falta de paciência e a intolerância ao lidar com os outros membros do time evidenciam uma baixa motivação com o emprego.

Esse tipo de situação pode ser ainda mais nociva quando prejudica aqueles outros funcionários que querem produzir e estão se esforçando para atingir os resultados. Então, é um motivo dobrado para você realizar um gerenciamento de equipe mais adequado. O líder deve intervir sempre que detectar que conflitos excessivos estão criando barreiras para a realização do trabalho com produtividade.

7. Preocupação exclusiva com o salário

Naturalmente, o salário é um aspecto fundamental para a motivação e retenção de talentos em uma empresa. Mas certamente não é o único. Uma preocupação exclusiva com ele indica que os colaboradores, possivelmente, não entregarão resultados acima do esperado para garantir o sucesso da empresa. Apenas farão o básico do que foi exigido. Afinal, eles não se sentem motivados o suficiente para atuarem no negócio de outra forma que não seja pelo salário no fim do mês.

Depois de conhecer todos os indícios mencionados, percebeu a importância de um gerenciamento de equipe? Ele pode facilitar que o negócio alcance as metas preestabelecidas e implemente seu planejamento estratégico. Evitar isso é papel fundamental do líder que almeja o sucesso empresarial.

Então, gostou do nosso post? CLIQUE AQUI e converse com um de nossos consultores para ver como podemos suportar sua equipe no alcance de metas do negócio.

Powered by Rock Convert

Fábio Alves

Sócio-Diretor da Kimia. Consultor em Lean com projetos implantados no Brasil, Suécia, Suíça, México e Espanha. Engenheiro de Produção, CPIM.

Deixe uma resposta