Mapeamento do Fluxo de Valor: por que é tão importante?

Você sabe como o Mapeamento do Fluxo de Valor (VSM) pode colaborar para melhorar seus processos e os resultados da empresa? O VSM é uma ferramenta de diagnóstico. Ele permite enxergar gargalos e processos geradores de atrasos e ajuda a identificar oportunidades de melhoria em cada etapa da operação.

A partir do VSM, você desenha atividade por atividade de um processo, identificando de que forma agrega valor ao cliente. Cada problema detectado se torna uma oportunidade potencial. Trata-se de uma importante ferramenta de diagnóstico e também de comunicação, que contribui grandemente para a mudança da cultura organizacional.

É importante lembrar, entretanto, que o VSM difere dos mapeamentos de processos tradicionais, visto que não analisa cada etapa separadamente, mas sim o fluxo do processo como um todo. É por isso que os benefícios se estendem também ao todo da organização.

Para você entender, listamos abaixo algumas razões pelas quais o VSM é tão importante para o seu negócio:

Diagnóstico de fatores de desperdício

O VSM funciona como uma ferramenta de diagnósticos. A partir dele, é possível encontrar oportunidades a serem exploradas para reduzir custos, diminuir atrasos, melhorar a qualidade do produto e otimizar a produtividade. Por considerar o fluxo que rege os processos, torna-se uma ferramenta eficaz na busca pela solução.

Sua aplicação pode não trazer diretamente esses resultados, mas certamente ajudará a detectar as falhas de maneira mais rápida, o que na prática também influencia no alinhamento e melhoria de processos internos de modo geral.

Alinhamento de consenso

Quando uma mudança é necessária, mas existem muitas pessoas envolvidas no processo e muitas interfaces entre áreas, construir um consenso entre os participantes ajuda a assegurar uma implementação melhor da solução. Não basta saber que existe um problema, um novo processo precisa definir o modo de operação da empresa.

Nesse caso, a mudança em questão implica na convergência de entendimento de diferentes áreas. E mudar algo pode ter impacto no todo. É aí que o Mapeamento do Fluxo de Valor entra em cena e auxilia levando o conhecimento da situação às equipes envolvidas para que cheguem rapidamente a esse consenso.

Estabelecimento de uma visão sistêmica

O VSM promove uma mudança na forma pela qual as pessoas veem a empresa e seus processos. Isso porque estamos acostumados a enxergar o negócio parte a parte, e não como um todo. Muitos dos problemas que ocorrem em processos internos são decorrentes dessa visão limitada e muito restrita.

O conhecimento, ou pelo menos o entendimento do todo, é o que permite a mudança na maneira pela qual as pessoas reagem e se posicionam. O VSM promove uma padronização dessa visão geral, como se todos passassem a ver através das mesmas “lentes”. A partir daí, passam a compartilhar das mesmas impressões, o que resulta em uma conscientização geral e maior efetividade na aplicação das soluções.

Como se pode ver, o Mapeamento do Fluxo de Valor a partir do desenho de um mapa futuro (a situação que queremos), deixa claro qual o caminho a ser seguido e ainda ajuda a quebrar a resistência às mudanças, já que todos passam a participar do desenho do novo processo.

E saiba que o mapeamento também pode ser utilizado em processos administrativos. Há exemplos de sucesso de como melhorar o uso do ERP de uma empresa através de um mapeamento.

Se interessou mas não sabe como começar? Clique no link a seguir e veja como treinamos sua equipe a enxergar desperdícios e utilizar o mapeamento de fluxo de valor para melhorar seus processos.

Fábio Alves

Sócio-Diretor da Kimia. Consultor em Lean com projetos implantados no Brasil, Suécia, Suíça, México e Espanha. Engenheiro de Produção, CPIM.

Deixe uma resposta