Oportunidade #05: Faça um kaizen para colher ganhos a curto prazo

Capa

Em posts anteriores, apresentamos oportunidades que podem ser aproveitadas por quase todas as empresas para melhorar seu desempenho (caso não tenha lido, clique no link a seguir e comece pela oportunidade #1 => http://kimia.com.br/oportunidade-01-capacite-as-pessoas-a-enxergar-problemas-como-oportunidades/ ).

Se você iniciar a leitura pela oportunidade #1 e seguir a sequência até a oportunidade #4, entenderá que existe um caminho definido, etapa a etapa, para obter resultados com a eliminação de desperdícios e realização de melhorias nos processos. A ‘colheita’ de resultados na maior parte dos casos não é imediata, ela exige que vários pré-requisitos sejam estabelecidos.

Entretanto, às vezes, alguns problemas enfrentados permitem resolução imediata e, melhor ainda, permitem a entrega de resultados no curto prazo.

Mas antes de mais nada, o que é um evento kaizen?

Um kaizen é um evento de melhoria.

É um curto período de tempo em que os participantes selecionados deixam suas funções operacionais e dedicam-se exclusivamente a promover uma mudança que melhore o desempenho da empresa.

O tempo é usado para resolver de maneira definitiva um problema ou melhorar a maneira como processos são realizados. Normalmente, dura de 1 a 5 dias, dependendo dos objetivos definidos.

A explicação foi breve, mas certamente alguns benefícios saltam aos olhos:

  • Velocidade de execução
  • Objetividade e foco na resolução do problema
  • Dedicação intensa das pessoas
  • Trabalho de uma equipe multifuncional

Quando podemos realizar um kaizen?

Sempre que um problema for bastante específico e que os recursos para isso estejam disponíveis.

A explicação foi muito simplista? Continue a leitura.

  • Quanto a ser específico, devemos pensar em processos e situações que não tenham muitas interfaces entre departamentos.

As decisões a serem tomadas não podem ser muito complexas, dependentes de um levantamento de informações muito grande ou que envolva a aprovação por muitos envolvidos no processo.

Melhorias que envolvam a definição de padrões de trabalho, novas especificações de processo ou projeto e implantação de novos layouts de fábrica, entre outros, atendem a esses critérios.

  • Quanto a ter os recursos disponíveis, um kaizen deve depender basicamente do tempo das pessoas para acontecer.

Se precisarmos desenvolver um sistema de TI, submeter e aprovar investimentos ou realizar a aquisição de itens de elevado valor e prazo de entrega, certamente essa iniciativa NÃO deve ser realizada através de um evento kaizen (nesses casos, prefira um projeto A3).

Quer ver um exemplo prático? Acesse o link a seguir para assistir => http://conteudo.kimia.com.br/kaizen-expedicao-video.

Quando realizamos um kaizen, que mensagem é transmitida pela empresa?

A decisão pela realização de um evento kaizen e implementação de uma solução duradoura transmite uma mensagem muito importante para sua equipe: não devemos ser tolerantes com os problemas; devemos envolver as pessoas e agir!

Avalie outro aspecto: para que uma equipe de trabalho seja formada, os líderes de cada setor precisam ceder pessoas, que estarão afastadas de suas funções durante o período.

Isso reforça a importância do trabalho e mostra que a empresa fornece as condições para melhorarmos o resultado, por meio da eliminação de desperdícios e resolução de problemas.

Outro fato interessante é que, normalmente, os participantes de uma equipe estão identificados de alguma maneira (ver foto das equipes), de forma que aqueles que não estão diretamente envolvidos no Kaizen acabam tomando conhecimento de que um evento está acontecendo. A mensagem é clara: alguma mudança para melhor está em andamento.

Dessa maneira, no final das contas, estamos trabalhando a cultura e desenvolvendo as pessoas.

Se sua empresa nunca realizou um kaizen, nossa única recomendação é: invista HOJE nessa ideia, o benefício será imediato!

Realizar um evento Kaizen é proporcionar à empresa uma oportunidade de resolver seus problemas. A cultura da organização muda quando o Kaizen se torna um hábito.

Tagged , , , , .

Fábio Alves

Sócio-Diretor da Kimia. Consultor em Lean com projetos implantados no Brasil, Suécia, Suíça, México e Espanha. Engenheiro de Produção, CPIM.

Deixe uma resposta