Oportunidade #01: Crie um ambiente que incentive as pessoas a identificar problemas

blog-problema-oportunidade

A concorrência e as condições de mercado impõem a constante necessidade de se buscar a melhoria do resultado de qualquer negócio. Existe pouco espaço para reajuste de preços e os volumes de produção tem apresentado crescimento inexpressivo ou mesmo redução. O Presidente e os Diretores estão alinhados a esse ambiente e desafios, porque isso parte direta de suas atribuições.

Mas e quanto aos gerentes e as pessoas da linha de frente, aquelas envolvidas nos processos de fabricação do produto? Ou o time responsável pelos processos administrativos? Será que eles conseguem enxergar como as suas ações no dia a dia podem ajudar no alcance dos principais resultados da empresa neste mercado acirrado?

As pessoas muitas vezes estão tão concentradas em fazer certo o seu processo, que não conseguem enxergar fora dos padrões existentes. Ou ainda, elas atuam sem resolver o problema, de modo que ele voltará a assombrar a empresa em um futuro próximo!

Quando pensamos em equipes operacionais, é evidente que estas não possuem responsabilidade na definição da estratégia do negócio. Entretanto, seria um equívoco desconsiderar que as equipes operacionais são diretamente responsáveis pelo resultado do negócio.

Nossa experiência tem evidenciado que a eficiência operacional dos processos, de forma a influenciar diretamente o resultado, só pode ser obtida através da resolução de problemas de maneira sistemática. Problemas são anomalias, desvios nas saídas esperadas que impedem o cumprimento do atendimento ao cliente definido na estratégia da empresa ou geradores de custo adicional para sua realização.

A atenção das pessoas em não gerar um problema, e receber uma reprimenda do seu líder, impede que quando ele apareça, seja visto como uma oportunidade a ser explorada.

E como podemos enxergar que não estamos aproveitando essa oportunidade?

Uma dica é: veja quais são os comportamentos das pessoas ao se deparar com um problema. Será que são estes abaixo?

  • É melhor escondê-lo, pois assim ninguém será incomodado. Principalmente o chefe!
  • Resolver rapidamente para que ninguém veja o que aconteceu, assim evita-se um conflito.
  • Terceirizar a sua origem. E daí escutamos o tradicional: “Não fui eu!”
  • Não assumir a responsabilidade, colocando-se fora da equipe, falando “Eu disse que não daria certo”

E se o comportamento das pessoas fosse diferente quando um problema acontece? Você já pensou na quantidade de oportunidades que acontecem diariamente, em cada turno, em cada hora… neste minuto.

Criar uma cultura de resolução de problemas é uma ruptura enorme. Isso porque desde crianças somos treinados em reproduzir comportamentos que enxergam problemas como adversidades!

Se você quer aproveitar oportunidades, por que não treinar as pessoas enxergar e terem a liberdade de dizer: Tenho um problema!

Você já pensou no astronauta se deparando com um problema na estação espacial, e não informado para a base de comando na terra. Será que ele teria sucesso na sua missão?

 

Quais os resultados de impacto que você irá colher?

  • Criar um ambiente para as pessoas exporem os problemas, irá desencadear um potencial criativo muitas vezes adormecido. É nele que as oportunidades operacionais estão escondidas. Uma vez descoberto, outras pessoas serão contagiadas!
  • Resolver um problema irá treinar a musculatura de ‘resolvedores’ da sua equipe. Assim, quando outros problemas aparecerem as pessoas estarão mais aptas aos novos desafios;
  • Além dessa melhor habilidade, as pessoas saberão lidar com as adversidades cada vez mais rápido. E isso certamente se converte em redução de custos;
  • Estímulo ao trabalho em equipe, pois entender um problema irá demandar uma escuta atenta e um consenso sobre as ações de resolução. Agora pense em um problema de qualidade que essa ‘nova’ equipe deve resolver. Certamente ela irá trabalhar de uma outra maneira para encontrar uma resposta ao cliente, não é mesmo?

O que você não pode esquecer?

  • Não ter um problema é um grande problema!
  • Todos podem estar contribuindo para que o problema aconteça, mas também todos podem ajudar a resolvê-lo!
  • Ensine o seu time a dar um contexto claro e assertivo para o problema.
  • Forneça uma ferramenta para que as pessoas enxerguem a oportunidade, mas também dê liberdade para que elas as apresente.
  • Os princípios e ferramentas do LEAN estão todos relacionados a um comportamento positivo e proativo frente aos problemas!

Aplique agora mesmo!

  • Exercendo o seu papel de líder, eleja um grande problema na sua organização que tenha que ser resolvido
  • Apresente um indicador que está sendo impactado negativamente por esse problema
  • Conte uma história que descreva a importância da resolução desse problema para a empresa
  • Convide as pessoas para entrar nessa conversa: valorize cada comentário, peça exemplos, demonstre respeito em cada participação. Certamente isso será um belo incentivo para deixar as pessoas confortáveis em apontar as deficiências encontradas no dia a dia. As pessoas irão enxergar essa atividade como o início de uma mudança de cultura!

Veja esse caso: controle do fluxo de materiais sem precisão!

Quer saber qual a oportunidade #02? Clique aqui.

Fábio Alves

Sócio-Diretor da Kimia. Consultor em Lean com projetos implantados no Brasil, Suécia, Suíça, México e Espanha. Engenheiro de Produção, CPIM.